sexta-feira, 17 de junho de 2016

Defesa Civil nas escolas de Sorocaba

    O primeiro encontro para apresentação do projeto “Defesa Civil nas Escolas” ocorreu na terça-feira à noite, 14/06, e contou com a presença de aproximadamente 40 educadores da Escola Municipal “Profª Norma Justa Dallara”, no Jardim São Camilo.
    O projeto tem como objetivo orientar a comunidade escolar, principalmente no que diz respeito aos cuidados com os raios, que podem ser fatais. Às enchentes também são preocupações, pois podem causar desastres e transmissão de doenças pela água contaminada. Já na época de estiagem, o calor extremo e a baixa umidade relativa do ar contribuem para o aumento da quantidade de incêndio em terrenos abandonados e em vegetações, o que tende a causar prejuízos ao meio ambiente e à saúde da população.
    De acordo com o assistente social da Defesa Civil, José Aparecido Batista Junior, o encontro é uma oportunidade de demonstrar as atividades desenvolvidas pela Defesa Civil, sobretudo em relação à prevenção e à vulnerabilidade do bairro. Os professores são orientados a promover uma reflexão quanto as situações de emergência e demonstrar aos alunos a importância de se tornarem agentes multiplicadores de ações preventivas.
    “Com a integração entre a Defesa Civil e as escolas é possível fortalecer a rede de atendimento preventiva das situações de emergência, além de melhorar as intervenções durante os eventos e novas propostas na recuperação e mitigação destes locais”, reitera.
    A definição das primeiras escolas a receberem o projeto ocorreu após análise pela Defesa Civil, que constatou número relevante de ocorrências de enchentes nessas regiões, nos últimos meses. A próxima escola atendida será a EM “Profª Inês Rodrigues Cesarotti”, no Parque Vitória Régia, no dia 20 de junho.
    “É um projeto-piloto e após a realização do encontro nessas duas escolas, a Defesa Civil divulgará as próximas que receberão a ação. Vamos levar em conta ainda o interesse de cada instituição escolar”, finaliza o assistente social da Defesa Civil.

    Não dá para viver sem notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário