terça-feira, 17 de maio de 2016

Entradas laterais do Cemitério da Saudade em Sorocaba são fechadas como medida para inibir furtos

    Quem utilizava os portões laterais para visitar o Cemitério Saudade, no Além-Linha, vai ter de se dirigir, agora, à entrada principal, na Praça Pedro de Toledo, porque os portões localizados nas ruas Comendador Oetterer e Hermelino Matarazzo estão fechados desde domingo, 15/05, devido ao crescente registro de furtos nos jazigos. Nessas duas entradas, há um aviso que confirma o fechamento da entrada e o motivo, e pede que o visitante dirija-se ao portão principal. 
 
    De acordo com alguns funcionários que trabalham no local, que não quiseram ter a identidade revelada, os roubos são costumeiros e os ladrões geralmente furtam peças de bronze para vender em seguida. De acordo com a Prefeitura, neste mês, cerca de 70 peças de bronze foram furtadas. Nem mesmo o arame farpado instalado nos muros do cemitério consegue conter as ações dos bandidos que, segundo funcionários, roubam até mesmo durante o dia. 
 
    Ainda de acordo com esses servidores, o cemitério conta, além das entradas principal e laterais, com um quarto portão, localizado na Rua Princesa Isabel, mas este já foi desativado há um bom tempo por conta de deterioração. 
 
    De acordo com a Secretaria de Serviços Públicos, o fechamento é uma experiência, tendo em vista que a pasta entende que, com esses portões abertos, tem facilitado o furto das peças. Durante os sepultamentos, a orientação é manter os portões abertos para que não ocorram transtornos às famílias que forem ao cemitério.
 
    Segundo a Secretaria, a Guarda Civil Municipal faz rondas nos quatro cemitérios municipais. A orientação passada pelos funcionários dos cemitérios é para que familiares evitem colocar nas sepulturas objetos de valor que possam despertar interesse de ladrões, como vasos de cobre.
 
    “Vale ressaltar que, conforme a Lei Municipal 5271, a Prefeitura não é responsável pelos ornamentos colocados nas sepulturas. O parágrafo segundo do artigo 12 diz que nenhuma responsabilidade terá o poder público, com relação à guarda e conservação dos vasos e demais ornamentos das sepulturas”, salienta a pasta, afirmando que, se forem verificados transtornos aos visitantes, os portões serão reabertos.
 
    Reproduzida do Diário de Sorocaba

Nenhum comentário:

Postar um comentário