sexta-feira, 22 de abril de 2016

O fim da sangue azul nas ruas de Capela do Alto é retrocesso

   
     Chamada de sangue azul, a Guarda Civil Municipal é considerada por muitos, braço forte que age para proteger os próprios municipais e age em defesa dos munícipes; sua atuação é vista como uma terceira polícia nos municípios.

     É aplaudida pelos munícipes e considerada por entidades, pela sociedade organizada por serviços prestados demonstrando comprometimento. 

     Por causa do efetivo enxuto da Polícia Civil e da Polícia Militar, em diversas situações a Guarda é convidada a apoiar ações das Polícias, e o faz com disposição e seguindo estrategias. Muitas ocorrências criminais são atendidas por guardas tanto em vias públicas como em orgãos públicos, residências, comércios e empresas. 

     Recentemente, a população de Capela do Alto não pode mais contar com o trabalho realizado pelo efetivo da Guarda Civil daquele município em vias públicas, comércios ou empresas, porque o prefeito do município mandou recolher as viaturas e os guardas trabalharem nos postos fixos em próprios municipais. 

     Fez isso porque um juiz no Fórum de Tatuí prendeu um guarda por falso testemunho numa audiência. Recolher o efetivo da Guarda foi uma péssima medida pois por causa de um fato a medida imposta prejudica toda população. Será que fez certo? Acredito que não. Por causa de um episódio todo efetivo paga e a população também. Retrocesso. 

     Caso de suposto falso testemunho pode ocorrer em qualquer ocorrência, até mesmo no interior dos orgãos públicos. O que precisava ter feito era refletir a respeito da maneira de atuação e procurar promover mais preparo ao efetivo. 

     Em qualquer sistema ou corporação vivencia-se situações indesejadas, e caso semelhante a esse no Fórum de Tatuí eu creio que já aconteceram inúmeros com militantes de outras Corporações e nem por isso o governo mandou recolher seu efetivo. 

     Com o recolhimento dos guardas em Capela do Alto perde a Guarda Civil, perde a sociedade, as duas Polícias também perdem; a vantagem é para quem é do crime, que não será acompanhado ou flagrado pelos homens da sangue azul. Uma pena. 

     Guardas nas ruas aumenta sensação de segurança. Segurançá Pública é dever do Estado, ocorre que o Estado não têm assumido essa responsabilidade plenamente. Oxalá, que essa medida adotada pelo chefe do Executivo de Capela do Alto não seja seguida por outros chefes de Executivos da região.


        Merece Reflexão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário