terça-feira, 19 de abril de 2016

Bando do tráfico internacional de drogas é preso pela DIG de Sorocaba

    Cinco criminosos que agiam no tráfico de drogas em Sorocaba foram presos ontem de manhã pela Polícia Civil – eles atuavam com drogas vindas do Paraguai diretamente na cidade. 

    A quadrilha foi presa depois de sair de um ônibus da rodoviária. A líder é uma mulher conhecida como “Tia”; Edinéia Cristina Ávila, 43 anos, aliciava jovens para fazer o transporte da droga do país vizinho para Sorocaba, onde atualmente residia em uma casa no Jardim Guadalajara.

    Com ela foram presos Thiago Cardoso Nascimento e Samuel Freire Silva, ambos de 18 anos, Leandro José dos Santos, de 25, e Carlito Nascimento Brás, de 49. Este último fazia o transporte das drogas por Sorocaba, e foi preso em uma casa no Bairro do Éden. 

    Leandro foi preso em Itararé por policiais rodoviários; o restante foi preso por policiais da Delegacia de Investigações Gerais – DIG de Sorocaba, que coordenou as ações, baseadas em trabalhos de inteligência feitos em cima do tráfico no município.
    Aproximadamente 20 quilos de drogas foram apreendidos na ação, ou seja, 20 tijolos de maconha, dois tijolos de cocaína refinada, duas pedras brutas de crack, quatro telefones celulares, uma balança de precisão, um computador Mac e uma espingarda de calibre 16. Todo o material foi encontrado com a “Tia”, Samuel e Thiago, quando saíram do ônibus, e uma pequena parte com Carlito, na casa do Éden.

    “Tia”, Samuel e Thiago estavam sendo monitorados desde a meia-noite de ontem, quando estavam em Foz de Iguaçu – cidade fronteiriça do Brasil com o Paraguai. Eles embarcaram em um ônibus com destino a Sorocaba, e pouco depois das 6 horas foram abordados em um momento oportuno pelos policiais da DIG, quando já tinha desembarcado do veículo na rodoviária de Sorocaba.

    De acordo com o delegado titular da DIG, Acácio Aparecido Leite, as investigações continuam e podem ocorrer mais prisões. As primeiras informações davam conta para a DIG de que havia uma quadrilha agindo em Sorocaba com ramificações internacionais. No decorrer das investigações, foi estipulada a linha de atuação para as prisões, e o bando foi preso na chamada “Operação Conexão Paraguai”.

    “Tia” já tinha passagem por tráfico de drogas, e uma possível situação de foragida do sistema prisional de Curitiba seria melhor investigado – há discrepâncias em relação ao seu nome no sistema.

    Todos os integrantes do bando foram indiciados por tráfico de drogas, associação ao tráfico e com agravante de tráfico interestadual. Os homens foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória – CDP de Sorocaba e a “Tia”, para a cadeia pública feminina de Votorantim.

                 Foz do Iguaçu

    São mais de 1.000 km de distância entre a cidade e Sorocaba pelas melhores estradas. Foz do Iguaçu fica no Paraná e, tão famosa quanto suas cataratas, é também o fato de ter uma característica especial em seu perímetro urbano: ela é constituída, ainda, por Ciudad del Este, no Paraguai, e Puerto Iguazu, na Argentina, países com os quais a cidade faz fronteira. 

    É a chamada tríplice fronteira, onde, no âmbito criminal e policial, tem tudo como contrabando, drogas e muito poder de fogo, na forma de pistolas, revólveres, metralhadores e fuzis. É uma das principais portas de entrada de maconha, cocaína e crack para o Estado de São Paulo, e suas rotas são constantemente alvo de ações da Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar Rodoviária.

                Reproduzida do Diário de Sorocaba

Nenhum comentário:

Postar um comentário