quarta-feira, 23 de março de 2016

Vereador de Araçariguama e seus assessores são presos

Delegado Seccional de Sorocaba/Foto Diário de Sorocaba
Genivaldo Vidal dos Santos, 49 anos, vereador do PV em Araçariguama, mais conhecido como "Tubaína", está preso desde terça-feira pela manhã (22/03),  acusado de dar terrenos em troca de votos, em um esquema que envolveria mais quatro assessores: Juniomar da Silva Almeida, 35 anos, Viviani de Oliveira Ruivo Vidal, de 32, cunhada do vereador, Lucitânia Dias de Assunção, 34 anos, e Emerson da Costa Figueiredo, de 31. 

Todos foram indiciados por associação criminosa, corrupção eleitoral, aliciamento de eleitor e uso de documentos falsificados para fins eleitorais. Esses crimes estão tipificados em artigos do Código Eleitoral. Os terrenos são situados em Araçariguama, geralmente de 7 por 21 metros, em lotações irregulares. Dinheiro também era usado para cooptar as pessoas, que vinham de cidades vizinhas, como Taboão da Serra e Itapevi.

Viviani e Juniomar foram detidos coercitivamente a mando de um juiz eleitoral, indiciados, mas não permaneceram presos. "Tubaína" está com mandado de prisão preventiva [indeterminado] e junto com Emerson, está no Centro de Detenção Provisória - CDP de Sorocaba; Lucitânia encontra-se na cadeia feminina de Votorantim.

A investigação e o caso ficaram por conta do comando da Delegacia Seccional de Sorocaba, que informa também que as pessoas que aceitaram participar do esquema podem ser indiciadas por fraude. A Polícia Civil investigará se outros vereadores usaram do mesmo expediente. 

A Justiça decretou mandados de buscas para as casas de todos e no gabinete de Genivaldo Vidal, e foram apreendidos microcomputadores, telefones e outros documentos para análise. Os acusados foram detidos em suas casas, às 6 horas de ontem.

                      'Naturalização' de eleitores

A investigação começou com a primeira pista aparecendo no Fórum de São Roque, com documentações que não condiziam com a realidade. Depois, a polícia constatou que a cidade de Araçariguama tinha mais eleitores registrados do que moradores. 

Os investigadores da Polícia Civil descobriram que o vereador Genivaldo Vidal dos Santos seria o responsável por “naturalizar” eleitores de outras cidades. Essas pessoas transferiam apenas os registros para votar em Araçariguama, e alguns continuavam morando em outros municípios.

Conforme explica o delegado seccional de Sorocaba, Marcelo Carriel, Emerson e Lucitânia eram responsáveis por conseguir interessados em participar do esquema e arrumar documentação falsa, como falsos comprovantes de endereço no nome desses novos eleitores. O transporte era fornecido no esquema também, que não se sabe há quanto tempo era praticado.

É o terceiro mandato do vereador "Tubaína", muito conhecido na cidade. Ele era pedreiro antes de ser vereador. Seu assessor, Emerson da Costa Figueiredo, já tem passagem por roubo em Barueri; os outros três não têm passagens. 

De acordo com Carriel, há muito material apreendido, como documentos, e, ainda, áudios e vídeos de testemunhas que participaram do esquema, o que dá robustez para as provas.

Reproduzida do Diário de Sorocaba

Nenhum comentário:

Postar um comentário