quinta-feira, 10 de março de 2016

Polícia Civil-SP terá mais 394 escrivães, 346 investigadores e 50 delegados

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, nomeou 790 aprovados em concurso público para três carreiras da Polícia Civil e 288 para as seis carreiras da Polícia Técnico-Científica. Para a Polícia Civil, foram nomeados 50 novos delegados, 346 investigadores e 394 escrivães. 

Para a Polícia Técnico-Cientifica, foram chamados 112 futuros peritos criminais, 73 auxiliares de necropsia, 30 fotógrafos técnico-periciais, 15 desenhistas periciais, 23 atendentes de necrotério e 35 médicos legistas.

A próxima etapa será a posse dos nomeados, que deve ocorrer dentro de 15 dias. Em seguida, os futuros policiais iniciarão o curso de formação na Academia de Polícia Civil "Dr. Coriolano Nogueira Cobra" (Acadepol). Após a formação, os alunos passarão por um período de estágio probatório. Os novos policiais serão designados para delegacias e departamentos de todo o Estado, no caso Polícia Civil. 

Na Polícia Científica, os profissionais serão designados para o Instituto Médico Legal (IML) e para o Instituto de Criminalística (IC), de acordo com a classificação final no curso da Academia e a necessidade de cada região do Estado.

O Governo do Estado vem reforçando os recursos humanos das polícias. Desde 2011, foram contratados 22.171 policiais – 18.791 para a Polícia Militar, 2.960 à Polícia Civil e 420 à Polícia Técnico-Científica, além das novas nomeações. Há, ainda, um concurso em andamento para preencher 2 mil vagas de soldado de 2ª classe. A distribuição do efetivo é feita após a formatura. Também há 5.561 futuros policiais em formação nas academias da PM.

Reproduzida do Diário de Sorocaba

Nenhum comentário:

Postar um comentário