terça-feira, 29 de março de 2016

Mais mortes dolosas nos primeiros meses de 2016 em Sorocaba

As estatísticas criminais da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo foram divulgadas e mostram um aumento de assassinatos em Sorocaba. 

Em um comparativo do cotidiano policial nos primeiros dois meses de 2016, janeiro e fevereiro tiveram cinco e sete casos de homicídios na cidade, respectivamente.

Já são quatro a mais que o mesmo período de 2015 (janeiro com seis e fevereiro com três casos). As tentativas de homicídio ficaram com oito registros em janeiro, e três no mês passado. Os números de 2015 são 15 e oito nos mesmos casos e meses.

Os estupros caíram pela metade no segundo mês deste ano. Foram 11 casos contra 22 em janeiro. Os roubos registraram um aumento em fevereiro, com 317 casos; em janeiro o número foi de 246. Essas ocorrências envolvem roubos de qualquer natureza, e não se aplicam aos roubos de veículos – em janeiro foram 54 casos, e em fevereiro diminuiu, com 39 ocorrências.
                       No Estado 

Usando uma nova metodologia de contagem, a Secretaria afirma que, em todo o Estado, os casos de homicídios dolosos recuaram 12,73% no mês de fevereiro. O total de ocorrências caiu de 330 para 288, com 42 a menos, na comparação com fevereiro de 2015. 

Dessa forma, pela primeira vez desde 2001, o indicador ficou abaixo de 300 ocorrências no período. Na questão de latrocínios, no bimestre, 2016 mantém a tendência de queda do número de ocorrências, que está em 5,66% - passando de 53 para 50 casos no período de 2016.

Em relação ao número de vítimas de latrocínios, o índice do primeiro bimestre é o mais baixo dos últimos seis anos, tendo diminuído 5,56% no período. Com isso, três vidas foram poupadas, já que houve redução de 54 para 51 vítimas nos dois primeiros meses de 2016.

No mês de fevereiro houve redução de 41,18% nos registros de roubos a banco. Enquanto no segundo mês de 2015 houve 17 ocorrências, fevereiro deste ano teve 10 casos, com sete a menos.

Reproduzida do Diário de Sorocaba

Nenhum comentário:

Postar um comentário