segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Mulher que causou acidente que resultou na morte da criança de 10 meses em Salto de Pirapora é liberada pelo Hospital Regional

Maria de Lourdes
Na segunda-feira à tarde (29/02), o Hospital Regional de Sorocaba concedeu alta a paciente Maria de Lourdes de Souza Marinho, 53 anos, residente no Jardim Paulistano, em Salto de Pirapora.

Internada desde a madrugada de 14 de fevereiro de 2016, após colidir seu veículo Santana com um automóvel Celta, quando trafegavam pelo km 126 da rodovia Francisco José Ayub, em Salto de Pirapora. 

A colisão frontal feriu Maria de Lourdes, provocou lesões na condutora do Celta, Juliana Lucas Flora, no filho de Juliana Flora, o garotinho Igor Kamonsek e na irmã de Igor, a criança Lourena Kamonsek de 10 meses; Lourena Kamonsek morreu na Santa Casa de Salto de Pirapora, Igor Kamonsek foi levado ao Hospital Regional. Juliana Flora e os filhos moram em Pilar do Sul.

Delegado Gilberto Montenegro
No dia do fato, o  delegado de Salto de Pirapora, Gilberto Montenegro prendeu Maria de Lourdes por homicídio tipificado como dolo eventual, porque a mulher apresentou sinais de embriaguez ao volante. De acordo com o delegado Gilberto Montenegro tanto o Ministério Público como o Judiciário entendem que houve dolo eventual, motivo pelo qual resultou na conversão do flagrante em prisão preventiva. 

De acordo com a polícia, o Hospital Regional liberou Maria de Lourdes, porém, ela não pode andar e por falta de ambulância ela não foi encaminhada para exame de corpo delito e depois ser encaminhada para a Cadeia Feminina de Votorantim. A transferência dela está marcada para terça-feira pela manhã (01/03), quando sairá do Hospital Regional para exame de corpo delito e em seguida conduzida para a Cadeia Feminina de Votorantim.


Não dá para viver sem notícia. 

2 comentários:

  1. parabens ao delegado que fez sua parte e nao deixo impune amorte de uma inocente por causa de pessoas que achao que beber e dirijir nao acontece nada essa ta onde mereçe cadeia

    ResponderExcluir
  2. Cadeia nela tiro a vida de um anjo Jah que tem 53 anos deixa ela preza pra aproveitar o restinho da vida ..
    Parabéns ao delegado ótimo trabalho

    ResponderExcluir