quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Secretário da Segurança-SP: Problemas existem e sempre é necessário melhorar

O secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, se reuniu na noite desta segunda-feira (16/11) com a Comissão de Justiça e Paz da Cúria de São Paulo para discutir políticas públicas para a redução da letalidade policial. O encontro ocorreu na sede da Cúria, no centro da Capital, e teve a participação do arcebispo da Arquidiocese do Estado, cardeal Dom Odilo Pedro Scherer.
O cardeal acompanhou o encontro com as lideranças comunitárias e pediu atenção aos moradores de rua. "Queria colocar uma preocupação em relação à população de rua e sobre a truculência contra ela. População, essa, que está concentrada em alguns lugares, inclusive inadequados, onde pode haver algum traficante escondido."
“É uma enorme satisfação estar reunido com vocês para abordar um tema tão importante para a sociedade. O debate e o diálogo são essenciais para chegarmos a um objetivo em comum e, da mesma forma, conseguirmos diminuir ainda mais a criminalidade”, disse Moraes.
Durante a reunião os membros da comissão apresentaram sugestões  estabelecidas no Conselho Consultivo da Ouvidoria das Polícias como, por exemplo, o retorno da Comissão de Letalidade, a realização de exames psicológicos para os policiais, independente de confrontos seguidos de morte, além de apresentarem propostas para a formação desses profissionais.
O secretário esclareceu que problemas existem e que sempre é necessário melhorar. Segundo ele, uma das formas para combater a criminalidade, principalmente a letalidade policial, é investir em treinamento e permanecer com a punição rigorosa para os policiais que se desviam.
“Para avançar é preciso inovar e, por isso, incluímos a disciplina de diversidade nos cursos de preparações de policiais. Dessa forma, eles estarão melhor preparados para realizar abordagens, irão estudar  Direitos Humanos com representantes da Sociedade Civil", explicou.
Outras ações da Secretaria da Segurança para a redução da letalidade policial também foram citadas pelo secretário, entre elas a Resolução SSP 40/15, que prevê maior eficácia nas investigações de crimes dessa natureza.
“A medida determina o imediato comparecimento das Corregedorias e dos comandantes da região bem como delegados, além do acionamento imediato do Ministério Público a fim de que haja maior eficácia na apuração dos fatos”, esclareceu.
Ainda sobre a resolução, Alexandre de Moraes  afirmou que desde sua implantação a medida vem trazendo grandes resultados como a queda dos índices, além de ter sido elogiada no relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre homicídios de jovens negros e pobres, que também defendeu a adoção da medida em todo o Brasil.
Alexandre de Moraes destacou a contribuição da sociedade para a construção de uma cultura de paz. “É preciso mais proximidade entre a população e as polícias para obtermos maiores avanços na segurança pública”, finalizou.
Também participaram do encontro o ouvidor da Polícia do Estado de São Paulo, Júlio Cesar Fernandes Neves, o presidente da Comissão, Antônio Funari Filho, e outros membros do órgão.

Reproduzida da Secretaria da Segurança Pública

Nenhum comentário:

Postar um comentário