sexta-feira, 20 de novembro de 2015

São Paulo vai ampliar concessão de rodovias e abrangerá região de Sorocaba

O governador Geraldo Alckmin anunciou quinta-feira (19/11), em ato no Palácio dos Bandeirantes, na Capital, nova etapa do Programa de Concessão de Rodovias de São Paulo, que permitirá que a malha sob concessão seja ampliada em 30%, o que - segundo ele - resultará em melhor fluidez de tráfego e mais segurança aos usuários. 

O pacote de quatro lotes abrange 2.217 quilômetros de pistas, cortando o Estado transversalmente, parte delas formando corredores de ligação entre Minas Gerais e Paraná. A região de Sorocaba será beneficiada por meio do Lote 2, que envolve 423 quilômetros de estradas em 16 municípios. 

O valor estimado é de R$ 1,4 bilhão, abrangendo a SP-79 e a SP-250, que cortam municípios das regiões de Campinas, SOROCABA e Itapeva. São esses municípios, por ordem alfabética, Apiaí, Campinas, Capão Bonito, Guapiara, Itatiba, Itu, Itupeva, Pilar do Sul, Ribeira, Ribeirão Grande, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, SOROCABA, Vinhedo e Votorantim.
 
Alckmin festejou a nova etapa de concessões rodoviárias em São Paulo comemorando o que classifica como "mais desenvolvimento para a economia do Estado, dos municípios paulistas e do Brasil". Atualmente, segundo dados da Secretaria de Transportes do Estado, estão sob concessão em São Paulo 6.600 quilômetros de estradas. 

O prazo dos novos contratos será de 30 anos, período em que os vencedores terão de investir, ao menos, R$ 10,5 bilhões em obras - em intervenções que contemplam, além da adequação estrutural da malha, a duplicação 335 quilômetros e outras melhorias. "Teremos investimentos de mais de R$ 10 bilhões em recapeamento, acostamento, terceira faixa e duplicações. É mais qualidade nas rodovias do Estado", ressaltou o governador.
 
Além da desoneração do orçamento público, a concessão desses trechos proporcionará ao usuário, segundo Alckmin ainda, melhoria nos serviços e na qualidade das vias, "como pode ser comprovado pelas atuais condições das rodovias que já estão sob concessão no Estado". 

De acordo com o resultado da última pesquisa de qualidade das rodovias brasileiras realizada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), divulgada no início deste mês, 19 das vinte melhores rodovias pertencem ao Programa de Concessão de Rodovias do Estado de São Paulo, acrescentou ele, acentuando ainda que também haverá mais geração de empregos.
 
A escolha das novas concessionárias será feita através de uma concorrência internacional, em que os interessados poderão participar de forma isolada ou em consórcios. Não há restrição ao número mínimo ou máximo de participantes nos consórcios. 

A previsão é de que o edital de licitação seja publicado no primeiro trimestre de 2016, com detalhamento das exigências financeiras, técnicas e obrigações da concessão, como todas as obras a serem executadas e definição da estrutura operacional. Haverá também audiências públicas para que a sociedade possa discutir, debater e opinar sobre essas licitações.

Reproduzida do Diário de Sorocaba

Nenhum comentário:

Postar um comentário