segunda-feira, 23 de novembro de 2015

São Paulo registra taxa baixa de homicídios dolosos

O Estado de São Paulo registrou, nos 10 primeiros meses deste ano, o menor índice de ocorrências de homicídios dolosos desde o início da série histórica em 2001. O recorde, que é resultado de um trabalho conjunto das polícias, também foi obtido na Capital e na Grande São Paulo. 

Todas as regiões de São Paulo apresentaram redução nos homicídios dolosos, tanto no período acumulado de 10 meses quanto em outubro. No último mês, Estado, Capital, Grande São Paulo e Interior tiveram, ainda, as menores quantidades de casos de toda a série histórica. 

Pela primeira vez, desde 2001, a taxa de homicídios no Estado ficou em 8,94 casos por grupo de 100 mil habitantes. "Toda a expectativa era chegar a 10. Chegamos e diminuímos ainda mais. Pela primeira vez atingimos a marca de 8,94 homicídios por 100 mil/hab no ano", afirmou o governador Geraldo Alckmin, que elogiou a atuação policial na redução das mortes.

O mesmo aconteceu na Capital, onde houve redução para 8,68, na Grande SP para 10,44, e no Interior para 8,48. Os índices são os mais baixos da série histórica para os últimos 12 meses.

"Das demais 26 unidades federativas, só São Paulo consegue manter o índice abaixo de 10, que é o considerado tolerável pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela ONU", destacou o secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes.

"Em 2014, tínhamos a taxa de 10,44 homicídios por 100 mil habitantes. No início do ano, chegamos a abaixo de 10. E agora, com o trabalho realizado pelas polícias, conseguimos ficar abaixo de 9".

                                                             Estado de São Paulo

No período acumulado do ano, o Estado de São Paulo teve recuo de 12,53% nos homicídios dolosos, reduzindo de 3.559 para 3.113 casos. A quantidade contabilizada nos 10 meses é a menor da série histórica.


No mês de outubro, a redução foi de 20,63%, passando de 383 para 304 casos. A quantidade também é a menor desde 2001. 


A melhora no indicador fez com que o Estado de São Paulo alcançasse mais um recorde com a menor taxa de homicídios dolosos da série histórica: 8,94 casos por grupo de 100 mil habitantes.

O índice está abaixo do limite considerado endêmico pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 10 homicídios dolosos a cada 100 mil pessoas que vivem em determinado local.

                                                                      Capital

Na Capital, a taxa de homicídios dolosos fechou em 8,68 casos por 100 mil habitantes, atingindo a menor taxa histórica para o indicador.

No período do acumulado do ano, o recuo foi de 13,51%, reduzindo de 940 para 813 casos. A quantidade contabilizada também é a menor desde 2001.


No mês, a redução de ocorrências foi de 38,39% na Capital, passando de 112 para 69 casos. A quantidade é menor da série histórica para o mês. É a primeira vez que o indicador fica abaixo de 70 casos num mês de outubro.


                                                                    Grande-SP

No acumulado do ano, a diminuição dos homicídios foi de 15,90% na Grande SP. O indicador reduziu de 874 para 735 casos. A quantidade de ocorrências contabilizadas é a menor da série histórica. No período é o menor da série histórica e pela primeira vez ficou abaixo de 800.

Na Grande São Paulo, a taxa de homicídios dolosos fechou em 10,44 casos por 100 mil habitantes, atingindo o menor índice para o indicador, desde 2001.


No mês, a redução de ocorrências foi de 12,99%, passando de 77 para 67 casos. O total também é o menor da série histórica para um mês de outubro desde 2001, é a primeira vez no período que fica abaixo de 70.
  

                                                                      Interior

A taxa de homicídios dolosos no Interior foi de 8,48 por 100 mil habitantes nos últimos 12 meses (novembro de 2014 a outubro de 2015), a menor obtida na série história, desde 2001.

No período acumulado do ano o recuo foi de 10,32%, reduzindo de 1.745 para 1.565 casos. A quantidade contabilizada é a segunda menor da série histórica, ficando atrás apenas do mesmo período de 2008, que teve 1.471.


No mês de outubro, a redução de ocorrências foi de 13,40%, caindo de 194 para 168 casos. A quantidade de casos contabilizados é a menor para o mês em toda a série histórica, iniciada em 2001.

Reproduzida da Secretaria da Segurança Pública


Nenhum comentário:

Postar um comentário