quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Policiais civis de Salto de Pirapora identificam o acusado pela morte do motorista Narcízo Ipólito; a polícia diz que o indivíduo é homicida e ladrão

Maurício Neto
Policiais civis de Salto de Pirapora esclarecem a autoria dos tiros que ceifaram a vida do motorista Narcízo Ipólito da Silva, 45 anos, morto no interior da casa dele, na Rua Fortunato Caetano Ferraz, Jardim Arco Iris, na madrugada de 25 de agosto de 2015.

Os agentes afirmam, que moradores daquele bairro apontaram Maurício Verissimo Pedreschi Neto, 22 anos, de ter furtado uma residência no Jardim Arco Iris. Por esse motivo o motorista Narcízo Ipólito se ajustou com amigos e agrediram Maurício Neto. 

Na noite seguinte, Maurício Neto se armou com um revólver, e no início da madrugada ele invadiu a residência do seu desafeto e disparou  os tiros que mataram Narcízio Ipólito. O criminoso fugiu.

Durante a investigação os policiais civis identificaram que Maurício Neto além de homicida também é ladrão, teria cometido seis roubos e dois furtos em Salto de Pirapora, no período 2013 a 2015. A justiça mandou prendê-lo. Policiais militares souberam que Maurício Neto era procurado pela Justiça.

No final da tarde de terça-feira (03/11), policiais militares foram na casa dele, situada na Rua Egídio Manente, Bairro Ana Guilherme, na mesma cidade, e o convidaram para ir na Delegacia, quando ele saiu da casa os policiais disseram “você está preso”. 

Após o registro na Delegacia, Maurício Neto foi levado para uma unidade prisional da região de Sorocaba onde aguardará posição da Justiça a respeito dos seis roubos, dos dois furtos e a respeito da morte do motorista Narcízo Ipólito.


Aqui a notícia chega chegando.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário