quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Polícia Civil de Salto de Pirapora prende receptador em Araçoiaba da Serra e recupera R$ 50 mil em equipamentos e ferramentas

Roberto Neto
Em 28 de julho de 2015, indivíduos invadiram a empresa Indera, que trabalhava no segmento de fibra de vidro, localizada no Bairro da Barra, em Salto de Pirapora, e furtaram equipamentos e ferramentas elétricas gerando prejuízo aproximado de R$ 50 mil. Depois desse prejuízo, o proprietário teve que baixar às portas da empresa.

O setor de investigação da Polícia Civil de Salto de Pirapora instaurou apuração do crime patrimonial e descobriu que um homem residente em Itapetininga havia adquirido um compressor pertencente a empresa Indera. 

Os policiais Antonio, Tiago e Jackson identificaram o endereço do homem em Itapetininga e na quarta-feira (04/11) foram até aquela cidade. O homem afirmou aos policiais que desconhecia a procedência do equipamento “comprei o compressor de boa fé”, disse ele, em seguida o homem devolveu o equipamento e informou o endereço do indivíduo que havia lhe vendido o compressor. 

A equipe policial se dirigiu para o Bairro Rio Verde, em Araçoiaba da Serra, onde encontrou a residência de Roberto Noqueli Neto, 42 anos. No interior da casa havia o restante dos equipamentos e ferramentas furtadas da empresa Indera. Também localizaram uma espingarda calibre 32. Apreenderam os equipamentos e as ferramentas elétricas, em ação contínua detiveram o indivíduo e apreenderam a espingarda. 
Espingarda
Ao ser apresentado o caso na Delegacia de Araçoiaba da Serra, o delegado Irani Barros prendeu o sujeito Roberto Neto por receptação e por posse ilegal de arma (artigo 180 do Código Penal e artigo 12 da lei 10.826/03, Estatuto do Desarmamento). Roberto Neto está recolhido no Centro de Detenção Provisória de Sorocaba. Os equipamentos e as ferramentas foram devolvidas ao proprietário da empresa.


Aqui a notícia chega chegando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário