terça-feira, 13 de outubro de 2015

O Estado e seu Sistema de Justiça ultrapassado

Em todos os segmentos da iniciativa privada é assim: quando algo é superado não resultando mais o objetivo planejado, há novo levantamento sobre os avanços do segmento, para então planejar e executar outro projeto visando garantir os resultados. Isso não ocorre com o Estado no Sistema de Justiça. Um Código Penal ultrapassado pela criminalidade, leis de execuções penais que não apresentam resultados, um sistema prisional que não ressocializa e com super população carcerária. 

As leis não são temidas pelos criminosos, sabe-se que muitos dos presos são reincidentes, dentro dos presídios os detentos utilizam telefone celular tramando novos atos criminosos e até sugerem ou ordenam mortes de pessoas que estão dentro e fora das unidades prisionais, a maioria dos presos ultimamente é de traficantes e ladrões; as unidades prisionais destinadas para abrigarem presos  condenados estão com número de presos acima da capacidade populacional. 

Não há senso para outra classificação se não " o estado e seu sistema de justiça ultrapassado". Esse texto não foca exatamente a questão da liberação da maconha para consumo, mas é pertinente citar, se ocorrer essa liberação todos esses pontos negativos elencados aumentarão para maior descontentamento das pessoas de bem. Quem vive do crime no Brasil simplesmente rir de todo aparato estatal destinado para combater a criminalidade. Só há uma saída é o povo retornar às ruas. Não é de agora que vivemos esta situação e nos últimos anos a situação vem se agravando e pode se tornar ainda pior.

Merece Reflexão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário