terça-feira, 27 de outubro de 2015

Latrocínios no interior de São Paulo caíram pela metade em setembro

Latrocínios caíram pela metade no interior do Estado de São Paulo em setembro. A região teve redução de 10,76% nos roubos de veículo e de 6,16% nos furtos de veículo em setembro, conforme apontam as estatísticas de criminalidade divulgadas nesta segunda-feira (26/10). Ao fim do terceiro trimestre, houve queda de 8,73% nos homicídios dolosos.

As ocorrências de roubos seguidos de morte, com redução de 50%, chegaram a cinco casos no mês passado, ante 10 de setembro de 2014. O total é o mais baixo de toda a série histórica do indicador, iniciada em 2001. Os dados são contabilizados pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Em setembro, foram registrados em delegacias 1.368 roubos de veículo – 165 a menos que o total do nono mês do ano passado, que foi de 1.533. A queda representa 10,76%. A quantidade de setembro de 2015 é a menor desde 2010. O recuo aconteceu em todos os meses no ano.


Os furtos de veículo passaram de 3.687 para 3.460 ocorrências no comparativo mensal. Com 227 registros a menos (6,16%), esta é a oitava redução do indicador no ano. Os furtos em geral diminuíram 5,26% no mesmo período, de 21.522 para 20.389 casos – 1.133 a menos.

Os roubos em geral diminuíram pela oitava vez em 2015. Em setembro, houve recuo de 2,73% e os registros caíram de 6.773 para 6.588. Os boletins de ocorrência de estupro recuaram de 536 para 531 no mês, com 0,93% a menos. Os roubos a banco ficaram estáveis em três casos.

Os homicídios dolosos baixaram 13,29% em setembro. No mês passado foram 137 registros, 21 a menos que o observado em setembro de 2014, que teve 158 casos. A quantidade de ocorrências é a menor em um mês de setembro, desde 2001.

Com a diminuição das mortes intencionais em sete meses deste ano, a taxa de homicídios no interior foi de 8,6 por 100 mil habitantes nos últimos 12 meses (outubro de 2014 a setembro de 2015), sendo a menor taxa obtida na série história, desde 2001.

Reproduzida da Secretaria da Segurança Pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário