quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Secretário da Segurança-SP anuncia pagamento de bônus aos policiais

O secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, anunciou na quarta-feira (23/09) o pagamento de bônus para os policiais civis, militares e técnico-científicos do Estado de São Paulo. 

A bonificação relacionada às metas do primeiro trimestre deste ano será paga em 5 de outubro. Já relativo ao segundo trimestre, será em 5 de novembro. O anúncio aconteceu durante o Encontro Regional dos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs) da Capital e Grande São Paulo.

Serão beneficiados policiais que atuam em áreas em que houve redução dos índices de homicídios dolosos, latrocínios, roubo e furto de veículo e roubo em geral.

Apenas no ano passado, considerando os pagamentos pelas metas dos quatro trimestres de 2014, foram investidos R$ 173.142.239,36. Ao todo, neste período, foram pagos 222.720 bônus, que variaram entre R$ 350 e R$ 4.500 a mais no salário dos policiais que ajudaram a atingir as metas.

                                                   Bonificação


Criado em 2014 a partir de sugestões da sociedade civil o Programa de Metas e de Bonificação Policial é uma das ações do projeto São Paulo contra o Crime. O objetivo principal é premiar o esforço dos policiais na redução da criminalidade. É baseado em um modelo de gestão desenvolvido em conjunto pela Secretaria da Segurança Pública, comando das polícias e Instituto Sou da Paz.

Um dos pilares do programa é a adoção da meritocracia na gestão das polícias, uma prática comum na iniciativa privada. A escolha dos indicadores estratégicos levou em conta aspectos como a incidência e o impacto social de cada tipo de crime. 

São eles o número de vítimas de letalidade violenta, o que inclui vítimas de homicídios dolosos e de latrocínios, o número de roubos e furtos de veículos e roubos em geral. Para atingir as metas, as três polícias tem que desenvolver planos de ações em conjunto e atuar de forma integrada.

A bonificação aos policiais é condicionada ao resultado em áreas de atuação compartilhada – formadas pelo Batalhão e CPA da PM, Seccional da PC e equipes do IC e IML – e pode variar de acordo com o desempenho geral do Estado. 

As metas levam em conta os resultados estaduais e das áreas de atuação compartilhada, que são semelhantes à área dos batalhões da PM. Ao todo, há 104 áreas de atuação compartilhadas no Estado.

Reproduzida do Site Secretaria da Segurança Pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário