segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Liberação dos menores infratores em Guareí representa perigo social

Não sou de emitir opinião sem ter visto os autos do processo, mas nesse caso específico não preciso ler os autos e nem o despacho do juiz(a). A justiça de Porangaba errou na quinta-feira (17/09) ao liberar os três adolescentes que em companhia de um jovem (que está preso) mataram o idoso Nelson Momberg e roubaram automóvel, dinheiro e outros pertences, no Bairro dos Barros, em Guareí.

A alegação da justiça é que naquela região não havia carceragem com estrutura digna para abrigar os menores infratores até surgir disponibilidade de vagas na Fundação Casa. A falta de cela com condições dignas é falha do Estado. O quê a sociedade tem haver com essa irresponsabilidade do Estado? É papel da Justiça quando entender irresponsabilidade do Estado ela deve impor medida ao Estado para ele assumir sua responsabilidade. Discordo plenamente da justiça, teria que encaminhar esses menores para onde existe carceragem. 


A liberação dos adolescentes aos seus pais causou revolta em Guareí e outros municípios. Segundo informação da polícia, os menores assumiram participação no crime e relataram os pormenores do latrocínio. Esses menores são inclinados para o mal; precisa rever esse despacho e urgentemente encaminhar esses infratores para à Fundação Casa, eles não tem condição de viver um dia em convívio social.


Merece Reflexão.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário