sábado, 19 de setembro de 2015

Investigação "boca-de-zero-nove" aponta que Fabiano Rocha cometeu 7 assaltos em Salto de Pirapora

Fabiano Rocha
O faro policial dos escrivães da Delegacia de Salto de Pirapora está resultando em mais casos de roubo com autoria atribuída ao Fabiano Wilson Rocha Alves, indivíduo preso desde o dia 13 de setembro de 2015, na casa dele situada no Jardim Paulistano, em Salto de Pirapora, logo após ele assaltar uma senhora na Vila Santa Julieta na mesma cidade.

Após ele roubar a bolsa da mulher na Vila Santa Julieta empunhando um simulacro de arma de fogo, vitimas de outros roubos foram na Delegacia e reconheceram Fabiano,. Posteriormente, outras pessoas compareceram na Delegacia e reconheceram Fabiano como autor de mais roubos, e isso totalizou sete roubos e 13 vitimas. 

A polícia encontrou na casa de Fabiano documentos de um comerciante do segmento de agropecuária estabelecido em Votorantim, ao contatar com o comerciante o mesmo afirmou que era conhecido de Fabiano e que inclusive já havia emprestado dinheiro ao Fabiano. 

Ao saber que a polícia havia capturado Fabiano o comerciante afirmou que no mês de agosto de 2015, um indivíduo invadiu o seu comércio,  lhe rendeu, e subtraiu celular, documentos pessoais e dinheiro. A polícia suspeita que Fabiano pode está envolvido neste roubo em Votorantim. O comerciante já reconheceu o amigo de Fabiano que teria rendido o comerciante. 

Quanto a esse caso de Votorantim ainda não há como afirmar responsabilidade ao Fabiano, porque esse caso é apurado em um inquérito da Delegacia de Votorantim, mas com relação ao amigo de Fabiano sim. 

A polícia atribui seguramente, com base no reconhecimento das vitimas, que Fabiano cometeu sete roubos em Salto de Pirapora. O artigo 157 do Código Penal pune assaltante com até 10 anos de reclusão (cada caso); Fabiano já responde por sete crimes. A polícia diz que Fabiano é um indivíduo dissimulado, ou seja, um sujeito que não demonstra suas reais intenções

Não dá para viver sem notícia. 

2 comentários: