sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Homem convida o filho para ir na Delegacia de Salto de Pirapora, a polícia prendeu o filho porque estava procurado por cometer roubo

Adriano
Policiais civis foram até uma casa no Jardim Paulistano, na periferia de Salto de Pirapora, e procuraram pelo servente Adriano Silva de Oliveira, 36 anos, mas não o encontraram.

Posteriormente, o pai do servente Adriano contatou com à polícia e perguntou qual era a causa que os agentes estavam procurando por ele (pai). 

O homem ouviu a informação de que à polícia pretendia conversar com o filho dele, o servente Adriano. O homem perguntou se o assunto era sobre uma ocorrência de violência doméstica, a polícia respondeu que sim. 

O homem informou que seu filho Adriano estava residindo na Vila Odin, em Sorocaba, e em seguida o homem se prontificou em ir buscar o filho e levá-lo na Delegacia de Salto de Pirapora. 

Quando ambos chegaram na Delegacia, a polícia prendeu o filho do homem. Havia um mandado de prisão em desfavor de Adriano para cumprir 5 anos e 6 meses de prisão, em regime fechado. A condenação foi proferida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, por Adriano ter cometido roubo (artigo 157 do Código Penal) e já transitou em julgado (não cabe mais recurso). 

O histórico criminal de Adriano informa onze registros de roubos. Ao ouvir a voz do agente: "Você está preso porque há um mandado de prisão por decisão condenatória do Tribunal de Justiça"; Adriano chorou e disse que não devia nada porque esteve 10 anos preso. O caso ocorreu na quinta-feira (20/08). A polícia levou Adriano para uma unidade prisional em Sorocaba.

Não dá para viver sem notícia.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário