quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Desfecho do Crime - Condenado o homem que disparou tiro na ex-esposa no corredor do Terminal Santo Antonio, em Sorocaba

O juíza Adriana Taiano F. Furukawa impôs condenação por 3 anos e 4 meses, em regime aberto, ao pedreiro paraibano, Josinaldo Cavalcante Silva de 36 anos. A magistrada aplicou regime aberto porque computou período de prisão do acusado, por 2 anos e 8 meses (detração penal). 

A sentença foi decretada terça-feira à noite (04/11), após o conselho de sentença acolher tese subsidiária de tentativa de homicídio motivada por violenta emoção, desenvolvida pelos advogados João Faria Galdino e Jorge Cardoso. O promotor de justiça Marcos Fábio Pinheiro pedia condenação por tentativa de homicídio duplamente qualificada (torpeza e surpresa).

Segundo consta no processo, Josinaldo Cavalcante esteve casado por 8 anos, com Therezinha André da Silva Cavalcante, 30 anos (idade atual), mas o casal separou; ele continuou morando na Capital Paulista e ela veio morar no Habiteto, em Sorocaba.

O crime 

Na tarde de 27 de fevereiro de 2012, ao se encontrar com Therezinha Cavalcante no corredor de acesso ao Terminal de ônibus Santo Antonio, em Sorocaba, Josinaldo teria dito que pretendia vê um filho que morava com a ex-esposa, mas houve desentendimento e naquela oportunidade Josinaldo Cavalcante efetuou um disparo de revólver atingindo o abdômen de Therezinha. Ele fugiu com a arma. A Justiça decretou a prisão do suspeito. A polícia prendeu Josinaldo em Foz do Iguaçu-PR. 

Como sua condenação é em regime aberto, Josinaldo será posto em liberdade no dia seguinte (05/11), mas durante o período  da pena ele terá que se apresentar no Fórum de Sorocaba a cada 4 meses e não deverá frequentar bar, nem permanecer na rua após às 22h e também só poderá se ausentar de Sorocaba para outro estado após autorização da justiça.


Quem comete crime está sujeito a pão de angústia e água de amargura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário