quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Desfecho do Crime - Júri de Sorocaba inocenta dois homens

O conselho de sentença de Sorocaba entendeu que dois homens acusados por homicídio qualificado e tentativa de homicídio são inocentes e, deliberou pela absolvição no dia 25 de setembro de 2014.

Rafael de Souza e João Henrique Ferreira da Silva estavam presos apontados como responsáveis pela morte violenta de Reginaldo Ramos de Oliveira, morto na noite de 24 de dezembro de 2012 enquanto consertava um veículo Astra, na Rua Beatriz Vieira Carlos, Vila Colorau, em Sorocaba.

O ministério público sustenta que os dois homens teriam disparados tiros que resultaram na morte de Reginaldo Ramos e também feriu Ana Laura Martinelli, fato que levou o promotor de justiça Eduardo Francisco dos Santos Jr a pedir condenação por homicídio e tentativa de homicídio (artigo 121, parágrafo 2º e artigo 121, parágrafo 2º, combinado com artigo 14, todos do Código Penal).

A acusação diz que Rafael e Reginaldo viveram desentendimento quando estiveram reclusos no CDP de Sorocaba, e alimentado o desentendimento teria levado Rafael a se ajustar com João para assassinar Reginaldo. Uma testemunha afirmou na polícia ter reconhecido os dois suspeitos (Rafael e João).

Os jurados acolheram tese que negou autoria defendida pelos advogados de Rafael, Alan Augustinis e os advogados de João Henrique, Carlos Roberto Pires e Adriana Pires. Após o resultado da votação o juiz Danilo de Castro absolveu os acusados. Este blog não obteve informação se o ministério público pretende recorrer da decisão.


Quem comete crime está sujeito a pão de angústia e água de amargura.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário